Gestão de vulnerabilidades – Como ganhar a corrida contra o volume (Parte 3)

Nos artigos anteriores, falamos sobre estratégias para remediação e mostramos onde é possível chegar adotando os modelos sugeridos. Hoje, retomamos alguns pontos importantes e encontramos uma nova questão:

Como ganhar a corrida contra o volume de vulnerabilidades?


Para isso respondemos três questões cruciais sobre o gerenciamento de vulnerabilidade:

Grande parte das organizações possui velocidade de correção suficiente para lidar com a maioria das vulnerabilidades antes de se tornarem vítimas de exploração (supondo que elas saibam qual corrigir primeiro).

Não. As empresas geralmente têm a capacidade de corrigir uma em cada 10 vulnerabilidades em seu ambiente. O volume de vulnerabilidades novas e existentes sempre excederá a capacidade de corrigi-las.

Sim! É possível não apenas acompanhar, mas também superar o número de novas vulnerabilidades de alto risco (exploradas) que surgem no seu ambiente ao longo do tempo. Obviamente, esse resultado depende da inteligência e orientação das empresas sobre quais vulnerabilidades são de alto risco, a fim de priorizá-las para correção.

Na corrida contra vulnerabilidades, o que conta mais?

Apenas a velocidade pode não ser tão importante para vencer essa batalha. A verdade é que ter esses dois atributos seria definitivamente uma vantagem e é algo possível de se alcançar.

Então o que devo levar em conta na hora de realizar a gestão de vulnerabilidades e ganhar a corrida contra o volume?

A Wider Solutions está à disposição para te ajudar a proteger seu ambiente e te oferecer as melhores soluções de gerenciamento de vulnerabilidades. Clique no botão abaixo e entre em contato com um de nossos profissionais:

 

Compartilhe:

Fale Conosco

*campos obrigatórios